Dicas em Conta Gotas por Renato Fazzolari    

"Dicas em Conta Gotas”, são matérias compactas que periodicamente a AGRHO divulga e que abordam temas variados e relevantes. O Objetivo é  despertar e/ou orientar nossos parceiros, sobre as armadilhas organizacionais e comportamentais do dia-a-dia. Para ler mais dicas, clique aqui.

  

 ENSINAR x APRENDER


Será possível ensinar a quem não quer aprender?

 

Com a velocidade da tecnologia e o livre acesso às informações, as mudanças no mundo têm acontecido com uma velocidade incrível. Se não quisermos perder o bonde da história, e se quisermos continuar evoluindo e não ficar para trás, teremos de rever tudo que aprendemos até então, e reconsiderar nossos valores e conceitos.

 

Hoje o mundo é diferente do que foi ontem, e amanhã será diferente do que é hoje. Nossa evolução está diretamente ligada com a nossa aprendizagem, e aprendizagem é um ato contínuo, que sempre terá de ser revisto.

 

Quando falamos em aprendizagem, nos ocorre que tem que haver quem ensina e quem aprende, vamos explicar:

Quem ensina? Na prática tudo é mestre, a natureza ensina, a história ensina, os pais ensinam, a sociedade ensina, os professores ensinam, e vai daí por diante. Em termos bem práticos, ensinar é repassar conhecimento.

 

Quem aprende? É todo o ser vivo, por exemplo: o passarinho que aprende a voar, o leão a caçar, a abelha a fazer a colmeia e etc., mas para o que nos interessa no momento, vamos nos limitar ao ser humano.

 

Vou lançar uma pergunta: Será que alguém consegue ensinar a quem NÃO quer aprender? Com exceção das crianças, a resposta mais coerente é que não é viável ensinar quem não quer aprender. Daí concluímos  que ninguém ensina ninguém,  são as pessoas que aprendem por si, desde que queiram aprendem, e se tiver quem repasse o ensinamento.

 

Para se aprender, o aprendiz terá de sair da zona de conforto, deixar a preguiça de lado, na maioria das vezes, terá de desaprender o que aprendeu errado, rever valores, mudar paradigmas, eliminar pré-conceitos, ter força de vontade e estar motivado para a aquisição do conhecimento.  Quando isso acontecer virá a recompensa, se crescerá evolutivamente tanto no aspecto pessoal, quanto profissional, espiritual, psicológico, corporal e etc. Mas cuidado, isso só é válido se aprender coisas boas. No entanto, o contrário também é verdadeiro, se aprender coisas ruins, as consequências também serão ruins. “O que se planta se colhe”.

 

Há uma máxima na linguagem mística que diz: “Quando o discípulo (aprendiz) está preparado, o Mestre aparece”, em outras palavras, isso quer dizer: estude, esforça-te, prepare-se, que estarás em um nível mais alto de compreensão que lhe propiciará assimilar conhecimentos mais elevados, pois quando melhor preparado, mais capacidade se terá para entender novos ensinamentos.

 

Neste mundo competitivo, quanto mais preparado, melhores condições se terá para evoluir  profissionalmente, e o que é importante ressaltar, é que isso dependerá exclusivamente de cada indivíduo

 

Quanto a você que ensina, antes de repassar os conhecimentos, observe se há clima para tal, se quem vai aprender está interessado no que será ensinado, se está motivado para o aprendizado, caso estes requisitos não forem preenchidos, primeiramente procure criar estas condições, caso contrário siga o ensinamento bíblico: “Não jogue pérolas aos porcos”, ou seja, não perca tempo, procure ensinar quem desejar aprender. 






|
|
|
|
|
Rua Siqueira Campos, 17 - Conj.03 - Galeria Martinelli - Sousas - Campinas - SP
AGRHO - Todos os direitos reservados.
.